Sunday, November 05, 2006


SÓ OS MEUS OLHOS SABEM

Olhos fechados
Desencadeando cadeados
Agora abertos a desejos
Assustados, liquefeitos
Na pele dos minutos
Cronometrando dias imperfeitos
Regando as flores miúdas
Do tempo-jarro quebrado
De uma vida que escorre
Só os meus olhos sabem
Dos seus locais ermos
De seus canteiros de penumbra
Suas raízes, sua alma
Seu mais valioso tempero.

(Gustavo Adonias)

2 comments:

Ysis said...

Teus textos são mt lindos, gostei mt.
Parabéns
xêro

Raiblue said...

...olhos do autoconhecimento...,só nossos próprios olhos nos conhecem....,sabem das nossas sombras e da nossa luz...,somente eles podem nos libertar dos nossos próprios cadeados...,cadeados do tempo que está sempre a nos perseguir e sufocar...

TEMA MARAVILHOSO!POEMA PERFEITO!!ADOREI!