Wednesday, November 15, 2006

CAMPO DO IMPENSÁVEL

"Enquanto as pessoas carregam suas falsas importâncias
Fico aqui com essa louca ânsia
De entender significados perdidos
Habitar mundos partidos
Que trago em mim
Possuo tantas portas
Que dão acesso a inúmeras salas
Quartos de espelhos
Que contorcem minha imagem fragmentada
Janela da alma
Vitrais vivos
Cega neblina
Íntima certeza
De que tudo acaba
E ao mesmo tempo
Toda possibilidade se abre
No campo do impensável".

(Gustavo Adonias)

1 comment:

Raiblue said...

Nem tudo podemos explicar,há certas coisas que pertencem ao campo do impensável...É preciso
apenas sentir...nada mais...e a compreensão acontecerá naturalmente ,sem palavras,mas através de gestos,de um olhar,de um respirar profundo que iluminará nossa alma!!
Pensamos sobre aquilo que vemos,mas sentimos muito além do que vemos....o sentir contém o pensar,transcende-o ,vai além...
é o que nos faz sofrer e nos salva...,torna-nos vulneráveis e nos fortalece ...Como disse Lya Luft "pensar é transgredir"...e complementando,eu diria que sentir é evoluir...


Lindo poema ,meu querido!Um dia ainda quero ver toda essa obra de arte publicda,hein? beijos...