Wednesday, November 22, 2006


PASSARANDO

"Sonhos, metas
Metáforas
Todos os dias
Tento diluir
A vida em poesias
Ávida de luas
Cada letra
Uma gota
Um gole
Vinho, afrodisíaco
Afrodite, Eros
A palavra me flecha
Me arremessa
Contra o infinito
Sou sua presa
Mais libertina
Ela me beija
Diariamente
A toda hora
Seu toque me arrepia
Provoca os sentidos
E pensamentos
Tormento e fantasia
A palavra é o meu avesso
Onde habita minh´alma
Verso que me aguarda
Meu anjo da guarda
E minha serpente
Em suas entrelinhas
Grito, tremo e adormeço
Meu esconderijo mais perfeito
Pássaro que abre as portas
De um céu secreto
Passagem para o sem fim
Palavra-chave
Sou eu, enfim..."

(Raiblue)

1 comment:

GustavoAdonias said...

O vôo nas palavras é ao mesmo tempo precipício. Intuição e exercício. A palavra prende e liberta. Nos flecha. Palavra anjo-serpente. Letra poente. Pôr-do-sol na gente. Passagem para o sem fim. Ela é você, eu, todo mundo e ninguém. Palavras passarando rumo ao horizonte da vida que passa rápida, num vôo rasante....

Belíssima poesia....voar é um dom....voar pelas palavras é um poder....você tem esse poder Rai...

Beijos itinerantes....