Sunday, February 27, 2011


A ETERNA CASA DO AMOR

Solidão não mais me assombra
Hoje tenho porto certo
E um coração liberto
Já não tenho medo
De um futuro escuro
Hoje trago uma chama de esperança em meu peito
E asas com as quais percorro
A eterna casa do amor...

(Gustavo Adonias)


*Poesia registrada na Biblioteca Nacional*

1 comment:

Rose said...

Então tens tudo pra estar feliz! Um coração que ama e é amado. Que sabe onde quer ir e ficar... e a esperança que renova o caminho dando leveza no voar. linda poesia! abraço