Thursday, January 13, 2011



MIRAGEM


O olho reflete a miragem


Mensagem decodificada


Em ondas neurais


A pupila dilatada


A visão do paraíso


Fantasia do abismo


Deserto camuflado em oásis


Sertão transformado em mar


Tudo é secura


Onde a mente só vê um jardim florido


Tudo é delírio


Armadilha para os sentidos


O espinho lancinante


Vira flor em um instante


As pálpebras fecham-se


Acreditando que viram Deus...




(Gustavo Adonias)



*poesia registrada na Biblioteca Nacional*

2 comments:

Tiago Lyra said...

postei seu blog como amigo no meu,
http://alyyra.blogspot.com/

Ricardo Miranda (Cau) said...

Parabéns, cara! Muito boa! Referente à formatação, os espaços entre os versos me deram uma sensação de reflexão diferente...

Um abraço!